quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Macau - RN: A solidão de um ex-prefeito preso Flávio Veras, ele é considerado uma bomba relógio por aliados.

Preso sob a acusação de crime por corrupção e desvio de dinheiro público, o ex-prefeito, Flávio Veras, vive enclausurado na cadeia numa situação de total penúria, de acordo com depoimentos dos poucos “amigos” que ainda restaram.
Muitos que usufruíram no seu governo não lhes deram e não estão dando nenhum apoio ao ex-prefeito. Principalmente, quem o ajudou a entrar na “enrascada” em que se encontra.
Injustiçado – não pelo crime que está sendo acusado – mas pela ausência de ajuda de aliados e “amigos”, como ele mesmo considerava, Flávio Veras, teria muito que contar a justiça se revolvesse abri a boca.
O ex-prefeito está preso desde o ano passado, mas ele é considerado por aliados como uma bomba relógio. Quando Flávio for solto, há faro e cheiro da bomba ser explodida, pois acionada já está e faz tempo pelo o sofrimento que ele vem passando. Só DEUS é testemunha.
Segundo o Grupo de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do MPRN, “a prisão do ex-prefeito, Flavio Veras, foi decretada para garantir a ordem pública e a conveniência da instrução criminal de forma a coibir a reiteração da prática criminosa de desvio de dinheiro público da Prefeitura de Macau, prática esta que continuava se perpetrando na atualidade, no governo do prefeito Kerginaldo Pinto, que se encontra afastado do cargo e preso. Mesmo com todas as ações cíveis, criminais e eleitorais já ajuizadas em desfavor de Flávio Vieira Veras, a consagrar atitude de desdém aos poderes constituídos”.
Blog Guamaré em Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário